Blog

LinkedIn Stories: Brasil é o primeiro país a testar a ferramenta

info_no_blog_link

Os Stories, lançados pelo SnapChat, ganharam o mundo com o sucesso na plataforma e, posteriormente, no Instagram, Facebook, Twitter, WhatsApp, YouTube e outros. Agora, o Brasil será o primeiro país a testar a ferramenta no LinkedIn.

Isso mesmo! A chegada dos Stories na rede social corporativa foi anunciada pelo managing news editor do LinkedIn, Rafael Kato, em um post na rede social. “Com o LinkedIn Stories, todos os usuários brasileiros terão a opção de nutrir suas redes de conexões e de seguidores de uma maneira descontraída e casual”, escreveu.

Mas, por outro lado, a novidade não é tanto uma surpresa. Isso porque, no fim de 2018 o LinkedIn lançou uma versão exclusiva para estudantes de algumas universidades dos Estados Unidos. Com isso, iniciou-se a busca do sucesso em unir o lado corporativo e mais sério da rede social, com o estilo descontraído e espontâneo dos Stories.

E esse é o estranhamento da maioria dos usuários. Afinal, como utilizar os Stories em uma plataforma séria, como é o LinkedIn?

Segundo o próprio colaborador do LinkedIn, todos sabemos que a vida profissional vai muito além da jornada das 8h às 18h, por exemplo. “Celebramos conquistas e projetos, iniciamos conversas relevantes sobre inovações e os últimos acontecimentos e até mesmo compartilhamos os segredos de como relaxar no final do dia”, sugeriu Kato em seu post.

Mas, além do que o profissional sugere, vale pensar em compartilhar momentos mais descontraídos na empresa, como as comemorações internas, as ações em datas comemorativas ou até mesmo o papo do cafézinho diário.

Vale ressaltar que o post de Rafael Kato sugere que o LinkedIn Stories estará disponível somente para os perfis pessoais, pois não há referências às Company Pages. Dessa forma, a ideia provavelmente é ser um meio de comunicação somente entre pessoas.

Por fim, o Brasil foi o país escolhido para esse lançamento porque atualmente é o quarto país com mais usuários no LinkedIn, totalizando 40 milhões e perdendo apenas para os Estados Unidos, a Índia e a China. Além disso, é o terceiro país que produz mais vídeos na rede social, que é a mídia principal dos Stories.

Demétrius BrasilLinkedIn Stories: Brasil é o primeiro país a testar a ferramenta