Blog

IoT : a Internet das Coisas

Comunicação com objetos e usuários por meio de sensores e plataformas digitais ganha destaque nos últimos anos

Internet das coisas é um conceito referente a objetos cotidianos ligados a internet. A aplicabilidade da interconexão digital nesses objetos vem se destacando nos últimos anos. Hoje já vemos na prática a sua aplicação como: cidades mais inteligentes, limpeza do ar e da água, agricultura mais eficiente, menos desperdício de comida ou conectividade entre pacientes e médicos.

O conceito ‘Internet das coisas’ foi proposto em 1999, por Kevin Ashton, no Laboratório de Auto-ID do MIT.  Atualmente, a expressão ‘Internet das coisas’ designa a conexão avançada de dispositivos, de sistemas e de serviços.

E a internet se manifesta de diversas maneiras no dia-a-dia das pessoas, como em Barcelona, na Espanha, o uso de água para irrigação em jardins e fontes públicas já é controlado digitalmente, evitando desperdícios.

O mesmo acontece com o sistema de iluminação pública, que tem postes dotados de sensores de presença, usados como roteadores para conexão Wi-Fi. Ou implantação em via públicas que agilizem o trânsito e ajude o motorista a encontrar vagas, já é aplicado nesse país também.

Quanto a poluição do ar, em Londres uma empresa chamada Drayson Technologies distribuiu para os cidadãos aparelhos que medem o nível de poluição no ar. Esses aparelhos podem ser implantados em carros e bicicletas.

Esses recursos estão presentes no Brasil também, uma startup chamada Agrosmart, faz uso de sensores meteorológicos que identificam direção do vento, pH das espécies e radiação solar. Além de fazer uso de drones para mapeamento do local, que mostram em tempo real toda a extensão do solo e se está sendo de forma adequada, mais comumente chamada de agricultura de precisão, ajudando assim na produtividade agrícola.

A conectividade nos hospitais faz com que médicos tenham controle do estado físico dos pacientes, sem necessariamente estar ao lado deles. Batimentos cardíacos, pulso e pressão sanguínea são supervisionados a distância.

Percebe-se que o campo de aplicação é muito amplo, podendo se estender a todas as áreas do usuário. A conectividade vem crescendo e trazendo uma facilidade de interação e integração com as pessoas. A ideia é possibilitar o maior número de conexão no maior número de objetos.

Imagine a sua geladeira te alertando pelo celular sobre os alimentos que faltam em casa, e que no caminho o seu carro carregou informações das promoções de mercado. É assim que funciona a internet das coisas, oferecendo praticidade e agilidade ao dia a dia.

O futuro é hoje.

Demétrius BrasilIoT : a Internet das Coisas

Posts Relacionados