Como captar clientes na advocacia

Independente de você estar no início da carreira ou já ser mais experiente, é sempre necessário captar novos clientes. Uma das formas mais eficientes para isso, é o marketing jurídico, que é um conjunto de ações voltadas ao fortalecimento da imagem de negócios e pessoas do ramo.

Para te ajudar a colocar o marketing para advogados em prática e conseguir oferecer serviços de advocacia para empresas, com excelência, separamos algumas dicas:

1. Boa experiência de atendimento

A experiência do consumidor é fator decisivo em vários estágios da compra, desde o atendimento, venda/contratação, relacionamento pós-venda, retenção até a geração de promotores de marca. Logo, o bom atendimento deve ser a primeira boa experiência que um cliente pode ter do seu serviço.

Estabeleça um processo bem definido e uma rotina, junto à sua equipe, de retorno de ligações, respostas a e-mails e mensagens. Não esqueça de monitorar as mensagens e comentários em seu site ou blog, nas redes sociais, entre outros canais.

Dessa forma, seu potencial cliente perceberá seu interesse e disposição, podendo ser um fator que favoreça, além da conclusão do negócio, a indicação de novos clientes.

2. Mantenha o registro de todos os dados

É de extrema importância sempre registrar os dados de seu possível cliente desde o início, antes mesmo de começar a fazer propostas ou fechar negócio.

No início de sua carreira, pode ser mais fácil se recordar de todos os clientes e detalhes dos casos, mas conforme seu escritório vai crescendo, é cada vez mais difícil depender apenas da memória e isso pode fazer com que você deixe passar algum detalhe de um processo específico.

Para fazer esse registro, existem diversas alternativas, desde fichas em papel a softwares especializados, como os CRMs (customer relationship management).

Para entender a forma que mais se encaixa a sua realidade, você deve levar em consideração como irá utilizar esses dados, quem precisará acessá-los, em que momentos serão necessários e de que forma esse acesso estará seguro, para não correr o risco de perda dos dados. Esse ponto é crítico, principalmente devido à Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD.

Existem softwares que podem te auxiliar no armazenamento, organização, integração com outras ferramentas e utilização dos dados. Caso o negócio seja fechado no futuro, depois, você já terá os registros e poderá somente transformá-los em caso ou processo.

Por isso, ter uma boa organização é fundamental para captar clientes na advocacia.

3. Invista no treinamento da sua equipe

Para seu escritório captar cada vez mais clientes na advocacia, é muito importante investir no treinamento e instrução da equipe. Garantir que todos estejam alinhados, é uma etapa essencial.

Faça uma avaliação da experiência que seus potenciais clientes possuem atualmente no seu escritório. Uma boa ferramenta para essa tarefa é o “Mapa da Jornada de Usuário”. Dessa forma, você entenderá o que pode ser melhorado e poderá instruir da melhor forma sua equipe, para que saibam como ter um atendimento de excelência e como sempre manter esse padrão.

Tenha em mente que é necessário manter a clareza sobre a qualidade do atendimento que seus colaboradores devem seguir. Para isso, crie um padrão de excelência a ser seguido pela equipe, um “Playbook de atendimento”, evitando assim, que cada profissional aja de seu próprio jeito e a qualidade de seu atendimento varie. Esse manual também deve ser entregue a cada novo colaborador durante seu processo de onboarding.

4. Marketing de conteúdo é essencial para captação de clientes

Para dar início ao assunto, é necessário entender que o marketing jurídico digital tem o foco no marketing de conteúdo, o que significa que esse processo não cria material publicitário, na verdade é feito um material informativo sobre os serviços prestados.

É possível criar esse conteúdo através de artigos em blog, e-mail marketing, postagens e vídeos nas redes sociais, como por exemplo, tirando dúvidas dos seguidores, trazendo curiosidades sobre a advocacia, mostrando pontos interessantes da sua empresa.

Vale destacar também que o Código de Ética e Conduta da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) impõe inúmeras regras à publicidade e propaganda do ramo da advocacia. E o marketing jurídico é adaptado à essas limitações, que são:

· Utilizar linguagem persuasiva
· Divulgar valores e métodos de pagamento
· Enviar propaganda direta via canais de comunicação
· Oferecer prestação de serviços em troca de divulgação
· Empregar nomes de fantasia
· Conceder consultas gratuitas via website
· Ofertar serviços via fax ou e-mail
· Realizar anúncios no rádio e televisão
· Usar imagens de tribunais em materiais gráficos
· Empregar cores extravagantes na placa de identificação do escritório
· Estampar nome profissional em objetos estranhos à advocacia, como chaveiros e calendários.

Agora que você já entendeu a importância e os benefícios que o marketing jurídico pode trazer para sua empresa, pense com calma e invista nessa estratégia. Tenha em mente que contar com a ajuda de uma empresa especializada pode ser a melhor opção. Fale com a gente para saber mais!

 

InfographyaComo captar clientes na advocacia

Posts Relacionados